terça-feira, 20 de setembro de 2011

Entre palavras e cacos

Quando pequenina,
tinha vontade de virar bolinha de poeira e ser arrastada pelo vento.

Mas com as primaveras, meu desejo mudou.
Passei a sentir vontades de virar passarinho errante...

...só que após outras estações, percebi que o melhor
seria me tornar palavras e poesia,
pois assim quem me desconhecesse, me reconheceria

e quem me conhecesse,
passaria a me conhecer novamente com outros sentidos.


Lu Rosário

5 comentários:

Rebeca dos Anjos disse...

Não se contentou em ser arrastada pelo vento e resolveu ter asas?

É pra olhar os cacos de cima e fazer arte com eles.

Delícia seu texto, Lu! =))

Beijos com carinho!

* Simoni * disse...

E quem conece e não se cansa de conhecer mais e mais????

Pra você, minha poeirinha, meu passarinho, Dona das palavras... Minha gratidão e afeto por poder fazer parte de todo esse amor!


Sua lindaaaaa!!!!!

Fabiano Silmes disse...

Nossa!! Que poesia é essa??? Parabéns Lu...Eu pensava que te conhecia mas, vejo que a cada dia você me surpreende mais e mais...Um belo trabalho com as palavras...é tão leve que quase voa, é tão livre que aprisiona nossa atenção , ao ser comtemplado.

Abs

。♥ Smareis ♥。 disse...

Que lindo amiga. Eu tinha vontade de ter asas e voar. Cada coisa, mais que tudo vem da alma e se transforma em poesias.Desejo uma ótima quinta-feira com final de semana maravilhoso. Bjs!
Smareis

oteador disse...

itinerario muy completo. saludos

Copyright © 2014 | Design e C�digo: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo