domingo, 22 de janeiro de 2012

Por tudo e mais um pouco


Pela paixão e despaixão
Por sonhar e desiludir
Ser fiel e deixar de sê-lo
Pelo perdão e o desperdão

Por uma miscelânea infinita de adjetivações
Por uma interrupção louca de se querer querendo

Pelas perdas, ganhos e forças
Por saber que todos os dias há o nascer e o pôr do sol


Lu Rosário


3 comentários:

Jade Amorim disse...

Ah! Adorei, principalmente no final do "pelo nascer e por do sol". Isso deu um lirismo incrível para o poema.

Sempre precisamos fazer tudo por algo, seus motivos foram ótimos. Li o post do casamento também, concordo plenamente com o "abrupto e bruto".

Beeijos.

。♥ Smareis ♥。 disse...

Lindo Lu. Temos que estar sempre fazendo algo, parar é que não pode.
Adorei a imagem, lindinha. Beijos e ótima semana.

Patty Hilmer disse...

Lu, adorei!Achei bacana criar um poema todo a partir das alternâncias...Gostei muito do seu texto,parabéns!!

Beijinhos.

Copyright © 2014 | Design e C�digo: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo