quinta-feira, 5 de abril de 2012

A solução virtual do dia a dia. Amém!

Hoje em dia é muito fácil sentir alguma dúvida e recorrer ao Google. Ele tornou-se uma mão na roda no meio virtual. Quer fazer uma comida gostosa ou um lanche rápido? Ou quer saber como se escreve uma palavra corretamente? Alguma pesquisa para a escola, universidade ou trabalho? Procurar as últimas notícias que circulam no Brasil e no mundo? Ver o resultado do futebol ou as dicas de beleza? Saber o que está na moda? Planejar seu casamento? Saber o que rola nas novelas? Procurar um corte de cabelo ou fazer uma seleção de homens e mulheres peladas? Então, o melhor é procurar pelo Google [pelo menos é assim que costumamente pensamos!].

Calcular distâncias é no Google Maps. Realizar traduções, no Google Tradutor. Além de todas as outras funcionalidades existentes no Google. E, mais ainda, quer saber quais efeitos colaterais de algum remédio? A bula perdeu sua função, o indivíduo, que só anda conectado, procura logo pelo Google. Caso ainda não tenha se medicado e pretende saber o que tem pelos sintomas que sente, também procura no Google, que se apresenta como o salvador de todos os males, o deus virtual. Mas será que podemos confiar nessa ferramenta de busca? Não totalmente.

O Google nos leva aos mais recônditos mundos que a internet possui, nos coloca diante das mais diferentes culturas e nos proporciona obter as mais diversas visões. Conhecemos o que, sem ela, jamais poderíamos vir a conhecer. Ele nos ampara correto e erroneamente. Dia desses ouvi minha tia pedir à minha irmã para olhar o que o filho dela tinha, pois sentia enjoo e muito cansaço. Após aquela pesquisada básica pelo nosso reconhecidíssimo Google, foi constatado que meu primo estava grávido [hahahahaha... ri à beça com tudo isso]. Agora me diz, quem é que confia totalmente? Só um ingênuo de galochas. Toda informação deve ser filtrada e selecionada. Bom senso é o que há de mais importante nesses caminhos atravessados. Portanto, queridos, coloquemos protetores e nos cubramos com nossos melhores guarda-chuvas porque a enxurrada de informações que surgem deste meio virtual invade qualquer um e devasta mundos.


2 comentários:

Rebeca dos Anjos disse...

Que tenhamos sabedoria para utilizar tanta liberdade de informação! :)

Bjs, Lu!

Jade Amorim disse...

Como diz meu professor, o Oráculo Google já salvou muitos alunos da DP. hahahahaha

Mas realmente, eu acho que o Google é meio instável. Eu nunca tiro nenhuma conclusão sem visitar pelo menos cinco links diferentes.

Apesar de que faço isso apenas em fins de pesquisa, doenças e essas coisas, google nunca é recomendável. Tem que ir é no médico! Afinal, existem milhões de doenças com os mesmos sintomas.

Beijos.

Copyright © 2014 | Design e C�digo: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo