segunda-feira, 30 de abril de 2012

Vibradores à bordo!


A sessão mais devassa e saliente do Sem Pudor está de volta¹ [Não sei se vocês perceberam, mas este blog está dividido em categorias. Entre elas, há uma categoria implícita que, fiquem logo sabendo, é a de Sexo. Uau!]. Espero que todas já tenham tido um momento íntimo per si com os próprios dedos, uma cenoura, um cabo de escova, uma banana ou, então, com o gostosão que você come todo dia (aliás, quem inventou essa história de que somente a mulher é comida pelo cabra?). Enfim, após todo um contorcionismo sexual de imediata satisfação, acredito que, muitas vezes, já se deliciaram e ficaram todas molhadinhas. O assunto de hoje é bastante convencional e promete deixar as ninfetas de pernas abertas e calcinhas na mão. Já os rapazes? Ou ganham um brother ou morrem de inveja. Pois é, estou falando dos vibradores.

Quem nunca se apalpou ou se esfregou em qualquer coisa que promovesse prazer? Não?! Duvidé-o-dó! Hoje, qualquer menininha com caderno na mão e cabelos presos já se enveredou nos caminhos da sexualidade. Isso se não esconde um desses vibradores na gaveta do material escolar para a mamãe não ver. Sem contar aquelas mulheres frescas de dar nojo que basta abrir-lhes a bolsa, na qual provavelmente encontrará um escondidinho lá no fundo para caso em uma consulta médica, a consulta demore e a vontade venha.. basta ir ao banheiro, enfiar o vibrador e todos os problemas acabaram. Não é á toa que muitos o denominam Consolo, alguma razão deve ter e as mulheres bem o conhecem. Se antes o vibrador era tão desejado e pouco consumido, após o filme De pernas pro ar, dirigido por Roberto Santucci, as coisas começaram a mudar um pouco.

Isso não significa que o homem não esteja dando conta do recado, pois até aquelas que tem uma pica dura para lhes dar todos os dias também optam pelas vantagens do vibraqueébom, já que nem todo casal aceita um outro macho na cama por acreditarem que dois mastros juntos causam um duelo e não um sexo selvagem. Bobeira, meninos malvadinhos, um ménage também é muito bom.

Mas sim, há vibradores de todos os tipos, cores e tamanhos. Vibradores para o sexo anal (indicado para aquelas que não gostam de enlarguecer aquele lugar com dedos incontroláveis), vibradores para Dupla Penetração (Uia! Excelente para casais reservados), além daqueles de bateria recarregável e blábláblá. Não vim aqui para elencar algo que você encontra fácil fácil nos Sexys Shops da vida.. e sim para aguçar sua curiosidade e te deixar com os pelos arrepidíssimos, caso os tenha (pois depilação é o que há!).²

Então, amigas de arder os olhos e a língua, usem e abusem do vibrador. Não faz mal nenhum, apenas apimentam o que já estava fervendo há muito tempo. E, garotos rebeldes, aproveitem e usem também.. com namoradas, amantes e afins, ou promova atos solitários, tudo vai do gosto de cada um. O importante é se divertir, divertir o outro e se esgotar de prazer até a tampa.



¹ Essa sessão sobre Sexo não será publicada semanalmente, o prazo para publicação há de se estender mais um pouco. Sentiu falta ou tem alguma sugestão? Escreva para pudornenhum@gmail.com que eu volto a publicar, conforme a sua sugestão.
² Caso queira conhecer os diversos tipos de vibrador de uma forma didática, também posso escrever aqui sobre isso. Fica a modesta sugestão!


Lu Rosário


Esta publicação pertence à categoria Sexo. Todos os textos publicados sobre essa temática, encontram-se aqui. Sinta-se à vontade para conhecer os outros textos concernentes à esta categoria.


2 comentários:

Paolla Milnyczul disse...

Adorei!! O filme De pernas para o ar é otimo!... Mas o que eu gostei mesmo foi a sua franqueza ao falar de um assunto tão delicado pra algumas pessoas de um modo divertido! Adorei!!!
Beijão!

Paolla

Por que você faz poema? disse...

O importante é se permitir,
sempre.

Copyright © 2014 | Design e C�digo: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo