sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Nos ares não há sertões

Foto: Lu Rosário

Eram sempre aqueles os destinos, 
iam com as mesmas bagagens e sorrisos carregados
Seguiam a lógica Quintaniana, ainda que não recitassem versos

Passavam tal como transeuntes
Com regalias, despejavam-se inteiros em cada parada
E cada sentimento tornava-se mata

Eles, distraídos por natureza,
iam plantando em sertões e embelezando ares.


Lu Rosário


Esta publicação pertence à categoria Poesia. Todos os textos publicados em forma de versos se encontram aqui. Sinta-se à vontade para conhecer os outros textos concernentes à esta categoria.

6 comentários:

Paolla Milnyczul disse...

Lindo, moça!

Dolce Vita disse...

Belíssimo, Lu! Beijos querida

Mateus disse...

É o rastro da felicidade, que vai deixando em cada lugar que passa um pouquinho de ti. Gostei XD
Grande abraço

* Simoni * disse...

Que lindeza...

Anônimo disse...

Muito bonito lu, fiquei curioso sobre a foto ...

bjos lu, i.

Fabiano Silmes disse...

Você consegue criar uma sintonia incrível entre a imagem e o texto...E o que ressulta disso: É pura poesia.


Beijos

Copyright © 2014 | Design e C�digo: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo