domingo, 28 de outubro de 2012

Frescor


Haviam sentenças naquele frescor
trotavam em meias voltas circunstanciais
sem polimentos e arranjos

Da fruta, sentia o sabor 
das cores provocadas
mel, melancia, samba e canção

Podiam ver o anil desorbitado
a livosia dos pássaros
a língua naqueles pontilhados

5 comentários:

Anderson de Oliveira disse...

Delicioso como sempre! Sempre te fã, Lu Rosário!

Rebeca dos Anjos disse...

Que suculento! Amei, principalmente, a parte da melancia e como você fala dela!

Beeeijo!

Brupa disse...

Querida, já leu 50 Tons de Cinza? Acho que tu vais gostar do tipo de leitura. =)

Bento Sales disse...

Olá, amiga Lu Rosário!
Poema envolvente e sensual. É bem engendrado com ritmo ótimo, digno de quem tem talento poético.

Parabéns pela inspiração!

Abraços.

Mário Fernando Oliveira disse...

gostei e muito. principalmente no final

Copyright © 2014 | Design e C�digo: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo