terça-feira, 2 de outubro de 2012

Única


Despiu-se no momento em que eu passava
Olhou atrevidamente e convidou-me para um banquete

Havia fartura em versos
disfarçados e romantizados

No escuro, era única
e eternizava


Lu Rosário


Esta publicação pertence à categoria Poesia. Todos os textos publicados em forma de versos se encontram aqui. Sinta-se à vontade para conhecer os outros textos concernentes à esta categoria.
  

7 comentários:

Por que você faz poema? disse...

"Para um banquete"?
Num primeiro momento li outra coisa.

Anderson Oliveira disse...

Adoro olhares atrevidos... Que gracioso!

João Costa Filho disse...

Olá Lu, pq despir-se justamente para agredir graciosamente meus versos que já esstão nús e sós. Vou atirá-la a gogueira, ou quase, se eu puder, mas só se...

Belos versos
beijos
João Costa Filho

Janaina Cruz disse...

Encantadora luz, que faz com que a penumbra seja apenas um véu que torna tua ainda mais sensual.

Belíssimo poema e blog Lu, amei, abraços mil

Jaqueline Cristina disse...

Eternizou e convidou vc, hummmm, sei...
Lindo, Lu.
Parabéns pela inspiração em poucas palavras.
Bjoks

wellinsom disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Elaine Rocha disse...

Seus versos também são muito convidativos, impossível não ler!

Copyright © 2014 | Design e C�digo: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo