domingo, 4 de novembro de 2012

Correnteza

Viver é permitir-se levar pela correnteza do tempo e usufruir de todo ele sem reminiscências e margens. Quem vive sem percas, sabe do que estou falando. A vida é o que queremos que ela seja sem necessidades de se pensar na possibilidade de pecados ou seja lá o que se quer pensar porque, na verdade, o que seria o pecado? Na minha concepção, não passa de um termo criado pelos moralistas para dizer que algo é proibido. Proibir é restringir-se. Não gosto de restrições. Aquele que se restringi, atrapalha o percurso das águas e deixa de desaguar. Eu quero desaguar em todas as aguas e da forma mais intranquila. Viver é incomodar-se, redecobrir-se e reinventar-se todo o tempo. Para tanto, não é preciso esconder desejos, abafar vontades ou vigiar as próprias atitudes. O bom dessa vida é a entrega, aquela mais esculhambada e mais insensata. É bom gritar palavrão de vez em quando, abrir os braços e levantar a saia quando quiser. É delicioso extravasar e se jogar por todos os ângulos e sob as areias mais quentes. Que, assim, minhas águas permaneçam inquietas e límpidas nesta cachoeira que é o viver.


"Pareço calmaria. Mas sou tempestade..." 
[Paolla Milnyczul]


Lu Rosário


Esta publicação pertence ao Prosas Poéticas. Todos os textos publicados em forma de prosa e contada de forma poética se encontram aqui. Sinta-se à vontade para conhecer os outros textos concernentes à esta categoria.

  

5 comentários:

Anderson de Oliveira disse...

Maravilhoso como sempre é... Como você é!

Rafaela Figueiredo disse...

Sim! Ótima metáfora essa, para uma reflexão muito sensata. Somos feito correnteza mesmo, ou devemos ser, pq só nadar no mar da vida não é o mesmo q se afogar nela (ou dela)...

Bjo

Paolla Milnyczul disse...

Maravilhoso!!! Muito bom mesmo.. vc é muito intensa menina!!
hahahaha

Pecado?!
Resistir ao pecado é pecar - na minha vida é assim.
Nao resisto, me dou.

Ahhh olha eu no finzinho que linda.. <3

Fabiano Silmes disse...

Putz,um texto que espõe a poesia na medida certa!! Esse é o meu comentário...ou uma tentativa de um, pois o seu texto foge a qualquer mensuração que eu venha falar...uma vez que o seu ele é sempre mais...
valeu Lu , tenha uma ótima tarde!

CORAÇÃO QUE PULSA disse...

Essa...foi para mim....rsrsrsrs
Gostei muito do seu pensar.
LIVRE ARBÍTRIO...
Sabe LÚ...PECADO para mim...é TUDO aquilo que me trás tristeza...amargura...infelicidade...doenças...insegurança...morte...quando num ato do querer...NÃO meço as consequências.Principalmente quando desse ATO, esmago corações.
NÃO sei pensar só em mim...no querer do momento...penso MUITO no que àquela situação ou ato, trará para os que estão à minha volta...FAMÍLIA...AMIGOS...
e para mim mesma.
Àquela MULHER do vaso de alabastro...viu que TUDO o que ela tinha vivido até ali...a tinha transformado em NADA. Se jogou...se doou...viveu seus sonhos...seus desejos...Mas...ERA VAZIA.
O MESTRE...mostrou à ela...que poderia viver tudo aquilo sim, só que...JAMAIS poderia ferir...ultrajar...desonrar...trair...magoar...desrespeitar...mentir...enganar, o seu SEMELHANTE.Isso sim...seria PECADO.
VOCÊ, é sincera com você mesma...com os outros que te leem...fala do que sente e sonha "SEM PUDOR"...rsrsrsrs...nem por isso...acho que você PECA mais do que eu....rsrsrsrs
Já moras no CORAÇÃO QUE PULSA.
Obrigada por tuas palavras e carinho.
Beijos
Fica com DEUS...sempre!

" Que, assim, TUAS águas permaneçam inquietas e límpidas nesta cachoeira que é o viver."
SEJA MUITO FELIZ!

Copyright © 2014 | Design e C�digo: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo