quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Dessas que se dizem recatadas...

Para aquelas nada recatadas e que sentem fogo entre as pernas, nada melhor do que apagá-lo com um belo falo, um demorado sussurro e duas grandes mãos. No entanto, nem toda despudorada é despudorada sempre. Há aquelas caladas, que soltam fumaças, mas que sabem manter o controle do que tem entre as pernas. Assim como também há aquelas que se sentem a vontade com todos os amantes. No entanto, quero focar nas lolitinhas, nas meiguinhas que sensualizam sem perceber e que, não necessariamente, precisam ser novinhas para ter tais virtudes. Digo, para ser mais clara, daquelas que aparentam ingenuidade e sapiência... mas quando você a  conhece de verdade, vai saber que ali tem mais experiência do que imaginava e que te daria uma boa aula na cama. (Huumm... quando os homens lêem isso ficam babando e imaginando as mulheres que talvez já tenham conhecido e que dão uma de séria). Pois é, mulheres assim..intrigam, não é? Quando eu disse, lá no início, que nem toda despudorada é sempre tão despudorada, quis dizer que nem sempre a primeira vez com aquele parceiro (ou parceira) a deixa leve, livre e solta. Primeira vez acaba sendo algo tenso pelo fato dela não o conhecer o suficiente e não saber o que ele está pensando dela naquele momento. Mulheres assim, pensam em tudo: no que ele vai pensar do seu cabelo, do seu corpo e da sua depilação. Ela não sabe como reagir em determinadas situações por desconhecer os lugares que são seus pontos fracos, por não saber como ele reage com cada lambida, pegada, chupada, falada. Ela, inclusive, não sabe quando ele gosta de penetrar e como é o seu gozar. Então, para essas danadinhas, tudo se torna um pouco tenso e entrega total não rola. Mulheres que se dizem recatadas e comem tudo pelas beiradas costumam ser desconfiadas e preferem conhecer primeiro o terreno em que pisam para depois fazer miséria (no bom sentido) na cama, no banheiro, na rua ou seja lá onde for. Portanto, homens, se vocês saem e se sentem atraídos por meninas mulheres... lembre-se que primeira vez nem sempre ela se mostrará por inteiro. Nas próximas, pode ter certeza que a tendência é ficar cada vez mais gostoso e, nesse caso, o aprendiz vai ser você! E vocês, doçurinhas de sexualidade aflorada, mostrem-se! Repitam a dose com o gostosão que você pegou! E liberte-se, assim ele sempre te achará gostosa!


Pera! Você é dessas?! E você ta pegando uma mulher assim? Ah não, conta para a gente que depois eu conto como sou...rsrsrs. O meu e-mail é sempudornenhum@gmail.com, despudore-se!


Lu Rosário


Esta publicação pertence à categoria Sexo. Todos os textos publicados sobre essa temática, encontram-se aqui. Sinta-se à vontade para conhecer os outros textos concernentes à esta categoria.


9 comentários:

Anderson Oliveira disse...

Na malemolência dos corpos, na maledicência do ato, não há quem não se liberte qual faminto em cima do prato. ;)

Janaina Cruz disse...

Luzinha minha querida Freud, adoro vim aqui ler-te!

Sabe, existem uma porção de mulheres assim, anjinhas, com carinhas de inocentes que deixam qualquer "garanhão" no chinelo, o melhor de tudo, é que mulher não sai contando pra todo mundo quem pegou, ou quem deixou de pegar, a maioria não fala nada, ou fala por alto, e quando menos se espera é uma professora e tanto, acho que o mistério é o elemento chave nessa situação...

Ah, tenho um conto erótico que fiz a tempossssssss para meu esposo, depois, se eu criar coragem te envio pra você ler...

Beijos mil mulher de fogo...

Smareis disse...

Olá Lu,
Existem muitas dessas recatadas,que deixa qualquer homem de quatro.

Adorei Lu,
Bjs!

Ricky Oz disse...

Oi Lu!
Dizem que essas são as melhores, não é? As que não aparentam nenhum interesse ou experiência no assunto. As que te fazem pensar que nem gostam tanto. E quando vai ver, ela é bem melhor do que imaginava... ^^

Beijos!

Por que você faz poema? disse...

Salvador? Absolutamente possivel.

Luís Paz disse...

Teu blog é realmente uma delicia.
Além desses posts excitantes (quase que literalmente), tu dizes com essa naturalidade os reflexos das atitudes da sociedade. E cada verso é um beijo roubado, um aperto, um suspiro, um calor novo.
parabéns


Hey aguardo uma nova visita quando puder ^^
diademegalomania.blogspot.com

Dá uma lida pra comentar ><

Abraço do Clive

Luciana Santa Rita disse...

Lu,

Tudo bem? A temática sexo é maravilhosa para leitura e deleite. Adorei o texto! Assim, como os vampiros tiveram o seus espaço, cada vez mais teremos literatura sobre a temática.

Beijos.

Paulo_Sotter disse...

Não existem regras e nem rótulos. Mesmo quem fala, se libera e não tem pudores, pode em determinada situação ter os seus recatos, e outras pessoas mais recatadas podem liberar-se inclusive além do que pensavam liberar-se na verdade. Tudo depende da química entre as duas pessoas, do momento e da cumplicidade que se estabelece. Por isso não se pode definir ninguém pelo papo inicial ou pelo primeiro momento. Abraços

Rafaela Gomes Figueiredo disse...

Rsrs
Penso, agora, como não há nada melhor do q poder ser a "safada", quando a intimidade já a/ me/ nos permite ser.
É mesmo uma delícia!

Sempre bacana a leitura.

Bjos

Copyright © 2014 | Design e C�digo: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo