sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Imagine...


Em tudo o que é cor, se for
sonho em ternura texturizada 

Imagine, então, uma corrente de linhas finas
e redefinidas pelo tempo
de fronte e fumaça

Se tudo o que for, voltar em cor dinamizada,
há quem dirá sorte nos caminhos encurvados

Assim, imagine a vida
sem atropelos e a siga.
Ser furta cor é o que a torna reggae.


Lu Rosário



Esta publicação pertence à categoria Poesia. Todos os textos publicados em forma de versos se encontram aqui. Sinta-se à vontade para conhecer os outros textos concernentes à esta categoria.


7 comentários:

Ricky Oz disse...

Oi Lu!
Não entendi muito bem o contexto, mas gostei do jogo de palavras. Ficou bem bacana mesmo.

Hehehe, você não é a primeira a dizer isso. Acontece que essas narrativas são capítulos de contos seriados que eu faço. São quatro contos, sendo um capítulo de cada por semana. Semana que vem postarei os últimos capítulos da temporada. Se quiser ler os anteriores, encontrará todos nesse link: http://rickyoz.blogspot.com.br/2012/09/onde-estao-os-novos-contos.html

Beijos!

Rafaela Gomes Figueiredo disse...

O trocadilho com furta(r) cor garantiu ainda mais a delícia da leitura!

Beijo

Rebeca dos Anjos disse...

Que delícia de astral!!! =D

Me contagiou!

Amei, Lulinda!

E amei tb a ilustração dançante!

Beijo grande!

Anderson Oliveira disse...

Muito bons os trocadilhos! Beijos!

Smareis disse...

Oi Lu,
Gostei muito da forma que brincou com as palavras.
Beijos e ótimo fim de semana!

Jade Amorim disse...

Ah, que poema lindo Lu! Adorei o jogo que você fez usando palavras relacionadas a cores e formas! Lindo, lindo! <3


Beijos.

♥ Luciana de Mira ♥ disse...

Seu blog é lindo! To sseguindo! beijinhos!

Copyright © 2014 | Design e C�digo: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo