segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Quando ela joga as cartas

Ao procurar uma imagem no Google, me deparei com esta e pensei: Tem que ser ela! Falar de mulher e traição é, para mim, vê-la jogando as cartas para vida e deixando de pensar só no outro ou só no  que os outros dizem. Quando a mulher trai, há uma série de razões embutidas (assim como muitas vezes acontece com o homem). No entanto, as mulheres normalmente traem menos porque se entregam e se envolvem mais no relacionamento. Para a maioria delas, a traição é fruto de vingança ou decepções. Para outras tantas, a razão é a mesma apontada pelos homens - monotonia e falta de tempero no relacionamento. A leitora Carla Prata¹ afirmou que trai "pq eu gosto de diversificar. Preciso as vezes ate manter um relacionamento extra-conjugal pra levar o relacionamento numa boa, já que enjoo muito fácil, mesmo amando. As vezes quebro a cara, mas acontece com todo mundo, e não aconteceu vai acontecer. E também pela emoção, pelo friozinho na barriga, pelas 'primeiras vezes' acontecerem mais". Vemos que há aqui uma questão temperamental concernente à leitora, na qual estão embutidos o lance do quebrar a rotina e da emoção que é perdida com o convívio e a repetitividade dos momentos entre casal. Uma outra leitora também se manifestou neste aspecto. No entanto, esta nunca traiu por ter sido criada em uma família muito tradicional e sentir medo do julgo. Além disso, a leitora Vitoria Azevedo² teve a sua primeira vez com o marido com quem está casada há vinte anos. De acordo com nossa querida, "Eu tenho curiosidade em conhecer outro homem. Então fico curiosa e chego até ter vontade de trair para saber qual a diferença entre um homem e outro e poder comentar, saber, sentir...". De forma bem humorada, ela ainda deu uma dica às solteiras, "Eu diria que, experimente se possível, quase todas as linguiças, para firmar em uma". Ou seja, não se reprima, siga suas tentações e experimente tudo o que desejar para, quando casar, está certa da escolha que fez. Para completar a tríade, a leitora Jandiara Rosa³ namorou por dez anos e manteve-se casada por nove meses com o mesmo homem, pois descobriu que ele o traía. Após isso, teve outros relacionamentos, mas devido a decepção que teve descobriu que também poderia se envolver com quem quisesse sem necessitar de satisfações, assim, passou a trair seus enamorados. E ela diz de boca cheia, "Traía mesmo!" Sua justificativa está fundada no fato de já ter sido tantas vezes traída, agora ela assume querer viver a vida e se relacionar com quem quiser. 
Então, delícias do meu despudor, mulheres são tão complexas ou só seguem a lógica da sociedade? Caso não tenham lido o texto que também fala sobre traição, mas com a opinião dos homens, leiam-no aqui. Afinal, um complementa o outro nessas idéias revestidas de apontamentos e julgamentos. O fato de se trair, isto é, de se relacionar com outro durante o matrimônio tem seus motivos e tem motivos que são comuns à maioria dos casos. Ser chamada de puta e vagabunda por um ato que não desprestigia o sexo masculino é foda! E é por isso que nossa amiga Vitória Azevedo mantêm veemente esta preocupação. Deixo, neste e no texto "Traição é traição e o lance é o lance", reflexões acerca do tema. Aguardo, também, prolongar essa discussão tanto por meio de comentários quanto pelo e-mail sempudornenhum@gmail.com...e quem sabe não voltamos a falar disso por aqui?

¹ Um nome fictício, claro!

² Você acha mesmo que eu entregaria a linda?
³ Ops! Sem dúvidas que este também é fictício, não é?
³
Lu Rosário



Esta publicação pertence à categoria Sexo. Todos os textos publicados sobre essa temática, encontram-se aqui. Sinta-se à vontade para conhecer os outros textos concernentes à esta categoria.




7 comentários:

Paolla Milnyczul disse...

Mulheres traem por vingança, traem por amor, traem por trais, traem pra saborear outras linguas.
Homens são simples neste aspecto.
Mulheres sao loucas e complexas.

Anderson Lopes disse...

A mulher trai para exercitar o coração!

Por que você faz poema? disse...

Cartas no chão,
cartas na mesa,
meu castelo desaba.

Anderson Oliveira disse...

A mulher trai tanto quanto o homem, a grande questão é que elas sabem fazer isto melhor! Sendo menos simplório, trair é tão relativo quanto a cultura que se estabelece seja onde for.

Tamires disse...

A traição é a prova de como as pessoas são levianas e inconstantes, que nunca experimentaram ser amadas, o respeito e a honra. Nada como um relacionamento baseado na Fidelidade, confiança, respeito mútuo e acima de tudo: O AMOR!
Utópico, claro, para quem vive "à perigos".
Pessoas levianas desconhecem o sentido do amor, porque o amor JAMAIS ACABA!

Tsu disse...

Olá Lu!
Valeu por ter curtido os cosplays..eu sempre tento procurar aqueles que eu considero que ficaram mais parecidos tanto no quesito roupas, quanto no perfil físico (entenda: o rosto rs).
É..tem certas coisas que só o tempo acalma..claro que sempre há altos e baixos...se eu contasse minha situação, aposto que daria uma baita crônica rs.
Adorei esse texto...porque traição é algo complicado e acho que por ambas as partes está envolvido por uma série de fatores.
Eu não trai mas meu ex acredita veemente que sim...ele condena qualquer pessoa que se aproximasse de mim eu acho...pelo fato de eu ter um laço forte com amizades que formo.

Rafaela Figueiredo disse...

Muito interessante, Lu, já que é um tema bastante complicado de se discutir, pq realmente muito particular.
Eu acho q, assim como dedicar-se à fidelidade, traição é uma escolha. E nem adianta aquela história de "quando vi, já tinha acontecido"! Não, as sensações são fortes, mas as razões são pessoais e profundas.

Um beijo

Copyright © 2014 | Design e C�digo: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo