quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

"Traição é traição e o lance é o lance!"

Quando ouvi essa música¹, cuja letra encontra-se ao lado em letras garrafais, eu achei de uma verdade incontestável. Não digo isso pelo fato desta afirmação ser constituída por palavras iguais, antes e depois do verbo, mas pelo sentido que ela ocasiona. Vejamos bem: nada disso pode ser negado e tudo possui uma razão de ser. E porque estou falando isso? Por conhecer casos nos quais o amor parece prevalecer em relacionamentos duradouros, mas que, apesar disso, há traição (um relacionar-se fora do matrimônio). Casos como esses são os que apelidamos de descaração, safadeza, relentagem, desrespeito, imoral e mais outros tantos palavreados que caem na linguagem popular. Entretanto, é preciso ouvir as duas partes e saber o que os homens pensam e como vêem essa questão. De acordo com Marcos Isidoro (nome fictício), é possível fazer uma comparação da mulher, a qual se casou, com a comida cotidiana. Para ele, nos acostumamos com a comida que comemos todo dia e quando vamos em outro lugar e experimentamos um outro tempero, voltamos para casa com mais apetite e ânimo para continuar se servindo daquele mesmo prato. Essa metáfora relaciona-se ao fato do hábito tornar menos saborosa a vivência entre o casal e o sexo, um pivô menos atrativo. Além dele, o leitor Leôncio (nome também fictício e, como vêem, sou muito criativa..hahaha), ao saber com antecedência do tema desta publicação, disse-me "Diga: existem homens que traem por insatisfação em casa...por sentirem-se desprezados". Como está explícito aqui, as relações conjugais precisam de um tempero a mais para que não perca o sabor e isso inclui não somente o companheirismo, mas sim a questão sexual. Um outro leitor, André Sousa (nome fictício, apesar de mais comum) comentou que "depois que faz a primeira vez e se entende que não há traição, aí fica mais difícil de sair (dessa vida) depois". Em outras palavras, André Sousa vê a traição como descoberta e algo que vicia. Conforme ele, evitar a primeira vez é essencial porque as próximas passam a ser inevitáveis.
Vemos, portanto, formas semelhantes de pensar e um reconhecer a traição como algo concernente a si mesmo após o seu principiar. Já as mulheres, elas normalmente assumem a traição como uma forma de se vingar do outro e como consequência de uma sequência de decepções. Agora eu lhes pergunto: Porque não conversar com o parceiro (ou parceira) para juntos chegarem a um consenso e evitar essas inadequações matrimoniais? Ta! Eu sei que romance é romance e amor é amor, mas não esqueçamos que um lance é um lance e, sendo isso, lances podem alguma vez dar errado e jogar por água abaixo o que foi construído com tanta seriedade e dedicação. Sei que há discrição em todos esses desenrolares, contudo repensar as próprias atitudes é um ótimo caminho para atiçar o que lhes convêm dentro de suas casas.

¹Música de Carlos e Jader, a música completa se encontra aqui.


A fim de compartilhar suas experiencias ou de outras pessoas que conheça, além de expor o que você pensa a respeito sem se identificar? Fique a vontade e sem pudor no e-mail sempudornenhum@gmail.com.


Lu Rosário



  • Esta publicação pertence à categoria Sexo. Todos os textos publicados sobre essa temática, encontram-se aqui. Sinta-se à vontade para conhecer os outros textos concernentes à esta categoria.


4 comentários:

Paolla Milnyczul disse...

Gostei, adorei!
E concordo, tanto com os 'meninos' quanto com o teu pensamento...

Mas so vi opiniões masculinas.. e as femininas?!...

Menina vc ta escrevendo cada vez melhor!
bjoca!

Carine Morais disse...

Oi Lu!
Passei aqui para conhecer mais do seu blog e me deparei com uma crônica desprendida de preconceitos e muito criativa. A música toca e por muitas vezes a ideia que ela quer nos transmitir passa despercebida.

Parabéns pela reflexão!
Beijos meus

Anderson Oliveira disse...

O Leôncio deve ser aqueles caras tarados que querem sexo todos os dias e mulher não deu conta, por isso ele foi trepar em outro coqueiral!

Lu Rosário disse...

Em breve, vocês verão as opiniões femininas...rsrs.

Beijão!

Copyright © 2014 | Design e C�digo: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo