domingo, 24 de março de 2013

Pensa eu, pensamos nós...


Em meu pensamento,
tudo e nada faziam sentido

Você me chamava para dançar um passo desconhecido,
eu me atrevia com um sorriso atrapalhado
daqueles de encher os olhos e o assoalho

Em nosso pensamento,
não se pretendia racionalização
havia um meio termo bom
que nos colocava na palma da mão

5 comentários:

Ricky Oz disse...

Oi Lu!

Seria muito bom se tudo fosse como pensamos né? Pois em nossos pensamentos tudo dá certo. Seria mesmo perfeito se fosse assim.

Beijos!

Elaine Rocha disse...

Suas poesias são sempre lindas, adorei todas que li. Nada muito exagerado e de encher os olhos!

Beijo!

Rafaela Figueiredo disse...

Daqueles de encher os olhos e o assoalho... adorei isto!
Que a cadência dos passos preencha todos os cantos.

Bjs

Claudio Chamun disse...

Você me chamava para dançar um passo desconhecido,
Eu vou!

eu me atrevia com um sorriso atrapalhado
daqueles de encher os olhos e o assoalho
Percebi.

Em nosso pensamento,
não se pretendia racionalização
havia um meio termo bom
que nos colocava na palma da mão
Nem queira imaginar.

Hellen Hosseini disse...

Eu gosto daqui... Dessa calmaria que tu transmite.

Copyright © 2014 | Design e C�digo: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo