quarta-feira, 5 de junho de 2013

Intrínseca


Começo por meus lábios a te querer
Com cenas que insinuem tesão,
permito-lhe me encarar

Reconheço-o pelas mãos
Arranco-te a tensão

Grito
Salivo
Me esgueiro entre suas partes

Desnuda,
torno-me intrínseca a você

5 comentários:

Por que você faz poema? disse...

Grito,
salivo,
desnuda,
poesia,
LR.

Rafaela Figueiredo disse...

Ser dois em um... conheço e gosto bem.
Mto bom, como sempre!
;)

Rafaela Figueiredo disse...

Aliás, *ser um em/com dois...

Claudio Chamun disse...

Genial.
Gostei da foto.

Maria fitzhain disse...

Show menina.
E se a foto for você, você é muito linda.

Copyright © 2014 | Design e C�digo: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo