sexta-feira, 26 de julho de 2013

Aos ataques de tubarão na costa pernambucana!

Esta semana, eu li um texto no Facebook no qual uma moça declarava a sua indignação diante dos comentários que vem circulado na mídia referentes aos ataques de tubarão em Recife. Diante disso, eu também resolvi ler outras reportagens a respeito e, inclusive, cheguei a ver o vídeo, registrado pelas câmeras de monitoramento do projeto Segurança na Orla, da SDS (Secretaria de Defesa Social), que mostra o momento em que a jovem é retirada da água. O engraçado é que as pessoas parecem querer buscar culpados para o que aconteceu. Culpam a jovem por ter entrado na água após ter visto a sinalização que proibia o acesso à água por causa dos tubarões, outros culpam os tubarões como se fossem monstros e necessitassem ser dizimados. É certo que a garota não poderia ter entrado no mar sabendo desse risco, mas também é certo que os tubarões não poderiam estar na costa e é mais certo ainda que há uma razão e que, provavelmente, está ligada ao homem para que esses animais cheguem tão próximos a areia. Sendo assim, há um circulo vicioso que nos torna caça e caçador. Essa moça alegou ter sido construído um porto no Sul do Recife no qual as embarcações jogam restos de peixes no mar, formando um rastro de sangue e atraindo os tubarões. Pelas informações veiculadas, desde 1992 já morreram 24 pessoas e 59 foram atacadas. Nenhum animal ataca se não houver um motivo válido: defender seu território ou fome. No caso do tubarão, tudo indica ter sido fome - infelizmente. No caso da menina, houve um descuido e um pensar superficial por acreditar que um animal como esses não se aproximaria tanto da costa. Acontece que não podemos dizer que há culpados, há um tapa que vai e volta. Espero que essa polêmica em torno deste ataque gere outras polêmicas que tratem de resolver a situação - não do acesso ao mar, mas da tentativa de manter esses animais onde deveriam estar, no fundo do mar. Levar isso a sério é ser menos egoísta e respeitar a vida marinha, como a garota indignada diz muito bem:

"Respeite a vida marinha
Respeite para ser respeitado!"

O homem devasta, arrasa e proporciona que vidas sejam tiradas por aqueles que, de antemão, já vêm sofrendo. É possível que a praia seja interditada ou coisa parecida... mas tenho fé que os novos biólogos e que os defensores da vida marinha saberão colocar esse assunto em pauta. Tanto os tubarões quanto nós precisamos de sossego na vida. Nesse ataque, não houve culpados tal como colocam. Nem o tubarão nem a jovem são culpados. O único culpado é o homem [em geral], aquele que permite que os animais venham para a costa e percam seu chão - seu mar.


Um comentário:

Rafaela Figueiredo disse...

Exatamente, Lu...
O ser humano, infelizmente, age má e irresponsavelmente. O q resta é arcar com as consequências...

Bjo

Copyright © 2014 | Design e C�digo: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo