domingo, 22 de dezembro de 2013

Por uma pegada federal!


Não há nada mais revigorante do que uma boa pegada. Eu diria que ela seria o álibi ideal para outras noites e dias perfeitos. Pegada, que eu digo, é aquele atravancar do outro sobre você - pela cintura, braço, nuca, corpo. Pegada seria bem mais do que isso, seria quiçá uma manifestação de tesão advinda pelo toque do outro. Eu diria que, para mim, ela é federal quando envolve força de quem sabe o que quer. E se sentir desejado por alguém que lhe soe atraente é simplesmente uma delícia. Dentre o casal, um deles precisa ter pegada. Um deles precisa chegar no seu pé do ouvido, puxar pelo braço, encostar na parede e dizer: Você não me escapa. Um deles precisa colocar as pernas entre as suas e não lhe deixar saída. Ter pegada é saber provocar arrepios. Para ela ser federal, precisa ser totalmente válida. Precisa deixá-la encharcada. Precisa fazer delirar, morder os lábios e travar unhas e dentes, tesão e irracionalidade. Confesso, mais uma vez, que não há nada mais infalível do que uma boa pegada. Para me conquistar, precisa ter esse jeito arredio ou meio selvagem. Ou até mesmo cavalheiro de se domar uma dama. Assim, eu me desfaço. Eu e todas as outras que reconhecem o peso de uma mão-corpo como causadora de libidinagens.


2 comentários:

Wíllivan Carsan disse...

Huu... Affa, ter pegada é demais e melhor ainda é ser pego e os pelos subirem, de tesão, de tudo.. Envolvente o texto, perfetc! Pegada, pegada,pegada!

Rafaela Figueiredo disse...

adoro!!!

E ADOREI!

Copyright © 2014 | Design e C�digo: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo