quarta-feira, 17 de julho de 2013

Quésia ia a


Marcada por inseguranças, Quésia se queria segura. Ela era dessas mulheres que só não conseguia tudo o que queria porque não sabia o que queria. Não sabia focar. Quésia era inquieta em seus desejos. Acreditava ela que havia um nó entre todos eles que ainda estava para encontrar. Nessa busca, a insegurança despontava como uma forma imprópria de tentar desatar tais nós e, assim, ela tornava-se enigmática. Quésia era vista como enigmática. Ela mostrava-se em partes descontínuas. Havia muitas de si, muito ecletismo, muitas arestas, muitos receios. Conhecê-la era aventurar-se em algo sem cara de fim. Quésia era muitas para um desvendar.

4 comentários:

Ricky Oz disse...

Quanto mistério nessa Quésia. Dá vontade de desvendá-la todinha.

Bjuss

Claudio Chamun disse...

Quésia misteriosa.
Quanto mais mistério, mais excitante.

Numak Rorge disse...

Quisera eu ter uma Quésia destas em minha vida.

Elaine Rocha disse...

As mulheres que você retrata são maravilhosas. Quésia, com seus mistérios, me encantou. Me diz onde acha tanta inspiração para eu ir lá?

Copyright © 2014 | Design e C�digo: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo