quinta-feira, 18 de abril de 2013

Malícia


Do tanto que te quero, me esqueço
dos riscos que desaguam no meu querer

As noites em que te espero, há de ser
eternas como todo amanhecer 

Dos bicos que encontram
no meu pensar o teu desejo
que salivam um aguaceiro a seu favor

Há tesão em cada pensamento seu
em cada possibilidade permitida
e em cada malícia

5 comentários:

Rafaela Figueiredo disse...

Ui!
Conhecida a sensação, sempre bem exploradas nas tuas palavras.

Eu q agradeço por escreveres! :)

beijo

Jaqueline Cristina disse...

Deliciosa e aguçada sensação de querência.
Salivo mesmo! rsrsrsr
Bjoks

Elaine Rocha disse...

Quem não adora a sensação de desejar alguém e ser desejada?

Claudio Chamun disse...

Não temo os riscos da malícia quando viajo no desejo que saliva um aguaceiro...

Ricky Oz disse...

Delícia de poema hein, encantador e excitante. É muito legal essa mistura de poesia e sexo que você faz.

Beijos!!

Copyright © 2014 | Design e C�digo: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo