quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Saudades



Para tudo, uma certeza: vive-se dentro de uma eternidade com tempo determinado.


Não adianta dizer que sou controversa porque contraditórios são os desejos, as carências e os sentidos. E o fato de nascer implica a morte, fato não consumado por corações aflitos. E esta não-consumação implica falta e desconsolo, que pode resultar em saudade carregada. Portanto, acompanhar, estar perto, conviver e prezar por aquele que se foi, a custa de dores e lamentos, é ter que digerir qualquer lágrima inoportuna e se certificar de que aquele será seu próprio destino.

Lu Rosário


* Meu tio, na foto acima, faleceu no dia 17 de Outubro. O enterro ocorreu no dia 18, data de seu aniversário, em que ele pensava estar comemorando mais um ano.

4 comentários:

Secreta disse...

Lamento... :(
As pessoas que amamos, são eternas.
Beijito.

Ludy disse...

De fato seu Tio comemorou mais um ano....pensemos na morte como o renascimento para uma vida ainda desconhecida, mas VIDA. E se é nascimento, é motivo pra comemoração. Comemora-se o nascimento de um ser iluminado que vive absolutamente melhor do que nós.

fabiano Silmes disse...

Forte...triste...eu passei por isso..sei como é essa dor...

Abraços.

COMPOSITORWEL disse...

Você fala de SAUDADES e cita a morte do seu tio, meus pêsames; mas voltando as ideias anteriores, eu acho que o melhor remédio para a saudade é criar novas fantasias, ocupar a mente com novos universos, novas pessoas, novos casos...
É isso aí, curti muito o seu blog, espero que poste mais ideias. PARABÉNS!!

Copyright © 2014 | Design e C�digo: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo