segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Insensata

O sabor raro,
a fórmula reinventada,
o desejo oculto,
a retidão necessária

A saliva a escorrer,
a sensação incompleta,
os olhos paralisados,
o brilho a lhes dizer

 O corpo, enfim, traduz
toda a insensatez
das loucuras que estão por vir


Lu Rosário


Esta publicação pertence à categoria Poesia. Todos os textos publicados em forma de versos se encontram aqui. Sinta-se à vontade para conhecer os outros textos concernentes à esta categoria.

10 comentários:

Ricky Oz disse...

Oi Lu!
Bela poesia, sensual e excitante. Prefiro com mais rimas, mas ficou muito bom.

Então, O Motoqueiro das Trevas é publicado toda segunda à noite. Fique de olho.

Bjuss

Fabiano Silmes disse...

Lu com uma poesia dessas só me resta dizer: Vem! rs

Beijos.

CORAÇÃO QUE PULSA disse...

Essa...veio do âmago...rsrsrs.
Boa noite.
Beijos.

Paulo Sotter disse...

O corpo dá sinais do desejo. Um momento que antecede a loucura. Texto e imagem transbordando sensualidade. Lindo post. Um abraço

Dolce Vita disse...

Belíssimo! Bjs

Jaqueline Cristina disse...

Está se aprimorando, hein, flor!!!!
Lindo seu poema, além de sensual.

Bjoks

Lázara papandrea disse...

sensualíssimo. beijos

Tsu disse...

Oi Lu!
Muito obrigada pelo elogio e pelo comentário! E sim..eu tenho muitas provas que amizades virtuais tornam-se reais =)
Gostei desse seu poema..sensual, bem feito!
Estou seguindo seu blog, blz?
bjs

Rafaela Gomes Figueiredo disse...

eis mesmo a mescla de desejo e carne, abstrato e concreto...

muito bem tecido!

voltarei mais. volte tb!

abraço

Anônimo disse...

ó paió o cara é fodastico mermo em

Copyright © 2014 | Design e C�digo: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo